ATM Digital – Sistemas e Softwares

(19) 99268-8527
Entre em contato
Leituras: 7.470

Como funciona a homologação de software no Brasil

O processo homologação de software tem o objetivo de garantir que o software desenvolvido ou adquirido atenda os requisitos do negócio, esteja dentro dos padrões de qualidade e desempenho desejados e em conformidade com legislações e integrações com softwares de entidades governamentais para transmissão e validação de documentos.

Neste post você vai entender que existem basicamente dois cenários principais para um processo de homologação de software e como eles podem ser aplicados na prática.

O que é homologação de software?

Homologação de software é o processo responsável por analisar a conformidade de softwares desenvolvidos de forma customizada, aplicativos mobile e softwares de gestão, que serão utilizados por empresas para fazer a controle geral, comercializar bens e serviços.

Os dois principais cenários para aplicação deste processo são:

  • Homologação para conformidade com legislações e integrações com sistemas do governo
  • Homologação de software para garantir conformidade de um software customizado com requisitos funcionais e não funcionais planejados


Em qualquer dos dois cenários o software deve ser testado conforme para verificar a aderência da solução de software as atividades do negócio.

Homologação para conformidade com legislações e integrações com sistemas do governo

Para realizar a homologação de software para garantir a conformidade com as legislações em vigor e integrações com sistemas do governo, é necessário seguir alguns passos. 

O primeiro passo é identificar quais as leis e normas que o software precisa estar em conformidade e quais sistemas governamentais ele precisa se integrar.

Após identificar essas informações, é preciso definir quais serão os critérios de avaliação e quais testes serão realizados para validar a conformidade do software. 

É importante lembrar que esses critérios e testes podem variar de acordo com as especificidades de cada caso.

Uma das ferramentas mais utilizadas na homologação de software para conformidade com legislações e integrações com sistemas do governo é o TestLink. 

Ele é uma ferramenta gratuita e de código aberto que permite gerenciar os casos de testes e relatórios de testes para validar a conformidade do software.

Para garantir que o software está em conformidade com as legislações em vigor, é importante que a homologação seja realizada por profissionais especializados, que conheçam bem as normas e leis em questão. 

Além disso, é fundamental manter uma documentação clara e organizada, que possa ser facilmente acessada e verificada em caso de necessidade.

Como funciona a homologação de software no Brasil
Processos de homologação de software são importântes para garantir a qualidade no fluxo de informações

Homologação de software para garantir conformidade com requisitos funcionais e não funcionais

Para realizar a homologação de software para garantir a conformidade com os requisitos funcionais e não funcionais, é necessário seguir alguns passos. 

Primeiramente, é preciso definir quais os requisitos que foram definidos para o desenvolvimento do software. Isso inclui tanto os requisitos funcionais, que definem as funcionalidades que o software deve apresentar, quanto os requisitos não funcionais, que definem as características técnicas que o software deve atender.

Após definir os requisitos, é preciso criar casos de teste que validem a conformidade do software com esses requisitos. Esses casos de teste devem ser bem definidos e organizados, para garantir uma validação precisa e confiável.

Uma das ferramentas mais utilizadas na homologação de software para garantir conformidade com requisitos funcionais e não funcionais é o Selenium. Ele é uma ferramenta gratuita e de código aberto que permite a automação dos casos de teste, agilizando o processo de homologação e garantindo uma validação mais precisa e confiável.

Para garantir que o software está em conformidade com os requisitos definidos, é importante que a homologação seja realizada por profissionais especializados, que conheçam bem os requisitos definidos para o software. Além disso, é fundamental manter uma documentação clara e organizada, que possa ser facilmente acessada e verificada em caso de necessidade.

Pré-requisitos para a homologação de software

O processo de homologação de software pode tomar um tempo longo da atividade de desenvolvimento, e para essa tarefa é necessário contar com alguns pré-requisitos.

Entre eles estão:

  • Ambiente de Homologação — um local separado do servidor principal, que servirá para a instalação do sistema e será utilizado pelos usuários para testes com o sistema;

  • Banco de Dados de Homologação — uma cópia do atual banco de dados da empresa que possa simular situações e operações `que o sistema estará sujeito no ambiente real;

  • Plano de testes — é um documento que registra os tipos e pontos de teste planejados para validar o funcionamento do software desenvolvido ou adquirido frente ao requisitos definidos no início do projeto;

  • Usuários — os colaboradores que realizarão a utilização diária do sistema devem ser os principais usuários, de cada setor ou processo e recebem o título de Key Users, e serão o ponto principal de comunicação entre a sua equipe e a equipe da empresa fornecedora da solução, seja ela desenvolvida sob medida ou adquirida pronta.

O ambiente de homologação é um ambiente controlado e isolado, que simula o ambiente de produção, utilizado para testar e validar a conformidade do software antes de ser implantado em produção.

No caso da homologação de software para garantir a conformidade com legislações e integrações com sistemas do governo, o ambiente de homologação deve reproduzir com precisão as características e restrições do ambiente de produção do governo. 

Dessa forma, é possível realizar testes precisos e validações rigorosas para garantir que o software atenda a todos os requisitos exigidos antes de ser implantado.

Já no caso da homologação de software para garantir a conformidade com requisitos funcionais e não funcionais, o ambiente de homologação deve reproduzir as condições e cenários de uso do software na vida real. 

Dessa forma, é possível testar com precisão todas as funcionalidades e recursos do software, bem como validar seu desempenho, usabilidade e segurança.

Para implementar o ambiente de homologação na prática, é importante contar com recursos e ferramentas que possibilitem a criação e configuração do ambiente com precisão e controle. Isso inclui, por exemplo, a definição de políticas de segurança, o gerenciamento de usuários e permissões, a criação de dados de teste e a configuração de interfaces e integrações com outros sistemas.

Além disso, é importante garantir que o ambiente de homologação seja monitorado e gerenciado de forma adequada, a fim de evitar falhas e garantir a efetividade dos testes e validações realizados. Para isso, é possível contar com ferramentas de monitoramento e gerenciamento de sistemas, bem como com profissionais especializados em homologação de software e em gestão de projetos de TI.

Em resumo, o ambiente de homologação é um componente fundamental da homologação de software, que permite realizar testes precisos e validações rigorosas antes da implantação em produção. Para implementá-lo na prática, é preciso contar com recursos e ferramentas adequadas, bem como com profissionais especializados e capacitados.

A importância da homologação de software

Homologar um software é uma maneira de verificar a qualidade do sistema e avaliar suas funcionalidades estão de acordo com as necessidades da empresa.

Por meio de sua aplicação é possível comprovar que o sistema poderá realmente suprir sua demanda para a qual foi especificado.

Ao realizar a homologação é possível validar se todas as funcionalidades do sistema estão de acordo com os requisitos levantados durante o planejamento para o desenvolvimento do software.

Os benefícios da utilização de software homologado

Entre os principais benefícios da aplicação de homologação de softwares estão a certeza da qualidade de código e desenvolvimento, além do cumprimento de todos os requisitos necessários para a construção do projeto de softwares.

Ao realizar a homologação de sistemas também são evitados os erros e as falhas que poderiam prejudicar o andamento das atividades da empresa, causando prejuízos e atrasos.

Outro ponto muito importante é a garantia de que o sistema testado está de acordo com as exigências governamentais como as normas de atuação no ramo de atividade da empresa e ao cumprimento de obrigações fiscais.

A homologação de software é uma etapa fundamental para o sucesso do desenvolvimento de sistemas e garante que a aplicação está de acordo com os requisitos levantados durante a fase de planejamento.

Conclusão

A homologação de software é uma etapa fundamental para garantir a qualidade e segurança de um sistema. Para realizar a homologação de software para conformidade com legislações e integrações com sistemas do governo, é necessário identificar as normas e leis em questão, definir os critérios de avaliação e realizar testes precisos para validar a conformidade. 

Já para a homologação de software para garantir a conformidade com requisitos funcionais e não funcionais, é preciso definir os requisitos e criar casos de teste bem definidos e organizados para validá-los.

Independentemente do tipo de homologação de software, é importante contar com profissionais especializados e ferramentas adequadas para garantir a precisão e confiabilidade dos testes. 

Além disso, manter uma documentação clara e organizada é fundamental para facilitar o acesso às informações em caso de necessidade.

Por fim, é importante destacar que a homologação de software não é um processo único, mas sim contínuo. Ou seja, é preciso realizar testes e validações constantes, principalmente em casos de atualizações ou mudanças no software, para garantir que ele continua em conformidade com as normas e requisitos definidos. 

A homologação de software é, portanto, um investimento fundamental para garantir a qualidade, segurança e conformidade de um sistema, e deve ser tratada com a devida importância e cuidado.

Esperamos que com a leitura deste post você possa ter compreendido a função dessa atividade e sua importância.

Caso a sua empresa busque por soluções tecnológicas personalizadas e que atendam a todas as suas demandas, a ATM Digital é a resposta. Entre em contato conosco e veja o que podemos fazer por você!

Leia também: 

Saiba o que é Arquitetura de Software e qual a sua importância